close
ApresentarCriarLiteracia DigitalPartilhar

Thinglink – A Interatividade nas nossas mãos

Desde sempre nos habituámos a ter as imagens e vídeos como um produto para utilização passiva, apenas para visualização enquanto “consumidor”.

Este conceito tem vindo a ser desmontado por aplicações que permitem uma configuração avançada das imagens e dos vídeos, atribuindo-lhes pontos de interatividade, que poderão acrescentar elementos multimédia à imagem ou vídeo originais.

Uma das ferramentas que tem essa capacidade é o Thinglink, uma das minhas preferidas, confesso.

Num dos meus primeiros Webinars sobre Aplicações de Apoio ao Trabalho dos Professores expliquei um pouco a lógica de funcionamento do Thinglink, podes consultar neste vídeo.

O que se pode fazer no Thinglink?

O Thinglink é uma ferramenta que pode ser utilizada por profissionais de diversas áreas, desde o Marketing Digital ao ramo Imobiliário, passando, naturalmente, pela Educação.

Neste último caso, com criatividade, as funcionalidades disponibilizadas podem conduzir à criação de produtos muito diversificados para trabalho com os alunos.

O Thinglink permite atribuir zonas/spots de interatividade numa imagem ou vídeo (2D ou 360), possibilitando o acesso a informação complementar a quem visualiza.

Criar Posters Interativos, preparar um Percurso de Aprendizagem, ou montar uma Visita Virtual, são apenas alguns dos exemplos de como poderás rentabilizar esta ferramenta.

O que podemos adicionar?

Apesar do menu de criação ser extremamente simples e intuitivo, nas 3 opções de criação de Etiquetas/Tags podemos acrescentar os seguintes tipos de informação:

– Text and Media – é possível adicionar Títulos, Texto, Imagens, Vídeos, Áudio e Links para Endereços externos.

Text Label – o mais simples, adiciona uma pequena descrição em texto associada a um ícone localizado na imagem ou no vídeo.

Content from Website – adicionar conteúdos a partir de Endereço ou Código HTML de incorporação. Muito útil para incluir, por exemplo, um formulário de avaliação, ou um vídeo do Youtube.

Os ícones criados para cada interação poderão ser alterados e configurados.

O seguinte exemplo mostra as possibilidades de adicionar conteúdos, neste caso numa imagem.

No vídeo é ligeiramente diferente, pelo facto de existir a linha de tempo, mas com as habituais funcionalidades.

O seguinte exemplo apresenta exatamente os mesmos conteúdos da imagem, aplicados num pequeno vídeo.

Criar Visitas Virtuais/Tours

Esta é outra das excelentes funcionalidades disponibilizadas pelo Thinglink Criar percursos virtuais. Muito útil para Apresentar a Escola, a Biblioteca ou mesmo a Sala de Aula aos nossos alunos.

A lógica é ter um conjunto de imagens (cenas) que formam um percurso e, posteriormente, criar pontos de interação que nos conduzem a cada cena. No meio do percurso, podemos adicionar todos os elementos Multimédia exemplificados anteriormente.

O Tour pode ser criado com imagens 2D ou com imagens 360 (do utilizador ou com ligação ao Google Street Viewer).

Muito interessante.

Um exemplo de Tour partilhado por uma utilizadora do Thinglink,

Partilhar, Partilhar!

Tal como em muitas das aplicações que vou apresentando aqui no blogue, o Thinglink funciona com uma lógica de Partilha. Esta ação permite que os utilizadores conheçam exemplos, se inspirem, utilizem, e até reutilizem com adaptações.

Portanto, nos casos em que não sejam colocados em causa os Direitos de Autor e a Proteção de Dados, façam o favor de disponibilizar recursos criados em Língua Portuguesa!

Espero que aproveitem da melhor forma esta fabulosa ferramenta!

Recordo que o Thinglink foi a ferramenta escolhida pelos utilizadores da Academia Digital Educatech. Lá encontrarás vários guiões de utilização e exemplificação do processo simples de criação de interatividade.

Agora, é experimentar!

Créditos da imagem de destaque

Imagem de stokpic por Pixabay

Tags : CriatividadeInteractividadeinteratividadepartilharThinglink

Leave a Response