close
ComunicarCriarPartilhar

Uma sala de aula na nuvem? GoConqr: À conquista do espaço virtual! 

Já alguma vez ponderaste a criação de uma sala de aula virtual? Um local onde possa existir uma partilha de conhecimento, interação entre os utilizadores, informação necessária para uma aprendizagem efetiva e com formas de avaliação e feedback?

Apresento, neste artigo, uma solução integrada que poderá ser uma boa opção para desafiares as tuas crenças e os teus medos!

Designed by Dashu83 / Freepik

A ideia de complementar a “tradicional” sala de aula com a comunicação online já existe desde o século passado. Poderia dizer que essa tentativa existente desde que a Internet começou a dar os primeiros passos. À medida que a Internet cresceu, esta ideia começou a ganhar novos contornos.

A era do Moodle!

No início do século XXI surgiu, com muita ligação às escolas e universidades, o projeto Moodle. Um sistema de gestão de aprendizagens (LMS) que foi rapidamente adotado por algumas escolas e universidades
(muitas ainda hoje utilizam). Houve muita formação nesta plataforma open source e muitas foram as experiências que os professores realizaram com os alunos.

Apesar de se ter assistido a muitos e bons exemplos de utilização e rentabilização do Moodle verificou-se que, a pouco e pouco, esse entusiasmo perdeu muita força. Vários podem ser os motivos apontados, os tais problemas. Mas gosto mais de fixar-me nas soluções.

É importante realçar que essa vaga de utilização do Moodle foi realizada com alunos não nativos digitais, portanto, o resultado e o envolvimento nem sempre foram os melhores.

Para além disso, do que fui verificando enquanto administrador da plataforma no meu Agrupamento, o nível de interatividade do que era criado era muito baixo, funcionava essencialmente como um repositório de ficheiros partilhado com os alunos. Ou seja, era muito usado como o email e os fóruns online, nos anos 80 do século passado, quando as suas potencialidades permitiam muito mais.

De qualquer forma, nos últimos 15 anos a tecnologia evoluiu bastante, simplificou-se para os utilizadores administradores e pode agora ser usada com nativos digitais.

Designed by peoplecreations / Freepik (alterada)


Sala de Aula Virtual, uma opção!

São muitas as plataformas existentes online que, de forma simples, permitem criar uma sala de aula virtual. A maior parte delas, incluindo o Moodle, já têm Apps para smartphones e iphones, algo que aproxima o conteúdo do destinatário. Para além disso, a comunicação fica também mais simples.

A única desvantagem do Moodle, em relação a outras plataformas, pode ser a complexidade de criação de tarefas e de recursos. Para o utilizador com poucas competências digitais existem outras alternativas mais simples do ponto de vista da gestão.

Para a criação de uma sala de aula virtual é importante que o professor que a quer dinamizar se questione sobre as razões.

Por que motivo quer criar um sala virtual? Qual o principal objetivo? É necessária para todas as turmas? Vai começar com todos os ciclos? Tem competências essenciais para dinamizar o espaço? Tem de apostar na formação?

Ou seja, é importante refletir para criar.

Criar só por criar é meio caminho andado para o fracasso, desilusão e, naturalmente, aversão. Nestes casos, a mensagem que vai passar é que “isto não funciona”, ou que “os alunos não utilizam”.

De uma forma muito simplificada, para que a criação de uma sala de aula seja funcional e, de certa forma, justifique o investimento de tempo, é necessário:

  • Escolher a(s) Ferramenta(s) de acordo com os objetivos. Devem escolher-se as melhores ferramentas para cada função. É importante ter um local onde possam ser concentradas, para evitar a dispersão. É conveniente dominar o seu funcionamento para poder preparar as atividades.
  • Criar um bom plano para que o funcionamento da sala de aula virtual não seja aleatório e denote uma boa preparação no momento da utilização. Será melhor começar com pequenos exemplos que, depois de criados e testados poderão ser avaliados e melhorados.
  • Definir uma boa Estratégia para envolver os alunos nas tarefas propostas. Aqui cada caso é um caso, não existem fórmulas que funcionem sempre. O importante será conseguir cativá-los com alguma competitividade e valorizar o seu trabalho na avaliação. É nesta área que eu costumo referir que são necessárias competências de marketing, para “vender” bem as nossas ideias. Será fácil se o “produto” for bom, acredita!
  • Trabalhar em rede para minimizar o esforço de construção deste tipo de plataforma é fundamental criar uma rede produção de conteúdos. 5 professores da mesma disciplina, mesmo que em escolas e locais bem distintos, podem preparar um espaço muito mais funcional do que se for apenas 1. A partilha e a colaboração são essenciais na educação.
Designed by Freepik

Goqoncr, um “canivete suíço” para professores

Na área das tecnologias, uma das tarefas ingratas do professor é a procura constante de ferramentas para tentar utilizar com os alunos, dentro e fora da sala de aula, tentando inovar e utilizar a tecnologia como parceira.

Mas esta tarefa torna-se exaustiva e demorada e, quando descobre algo interessante, ainda terá de se preparar a atividade e verificar qual o melhor meio para conseguir interagir com os alunos.

Normalmente são aplicações que apenas servem para uma determinada função. Nada de mal com isso, como é óbvio, mas pode não ser a melhor forma de rentabilizar a tecnologia.

Descobri recentemente uma ferramenta muito interessante que agrega ferramentas muito úteis para criar e dinamizar uma sala de aula virtual – a plataforma GoConqr.

A Goqoncr agrupa um conjunto de ferramentas essenciais para o trabalho online com os alunos e possibilita a integração de outras aplicações e conteúdos externos.

O objetivo é simplificar o processo de criação do espaço virtual e disponibilizar as ferramentas para utilizar facilmente.

Partilho neste artigo um vídeo oficial da Goconqr onde são apresentadas as potencialidades incluídas nas suas versões (grátis e paga).

A juntar às anteriores, existe ainda a possibilidade de utilizar a App GoConqr. Professores e alunos poderão ter acesso aos conteúdos e atividades no smartphone/iphone, a qualquer hora e em qualquer lugar! Basta fazer o download do app GoConqr (Android ou iOS).

Como se pode ver, esta centralização permite o acesso a todos os conteúdos necessários e importantes num único espaço.

É simples? Sim! É fácil? Não!

Esta é uma das minhas máximas.

Achar que as coisas são fáceis limita-nos bastante. Por outro lado, o facto de ser difícil é quase sempre um dos motivos das desistências, porque dá trabalho. Isto não acontece só com os nossos alunos, também acontece connosco, acredita!

Os processos desta plataforma são relativamente simples, mas exigem um conhecimento prévio de algumas funcionalidades, muito habituais para quem já trabalha online com sistemas deste género.

Depois do registo, criação de conta (pode ser associada a uma conta Google ou Facebook) e configurações iniciais do espaço, são necessários alguns procedimentos básicos para cada ferramenta.

É importante investigar os exemplos que já existem na rede Goconqr e aproveitar o que for considerado interessante. Depois, é importante planificar cada material e os recursos que são necessários (textos, imagens, vídeos, links, etc…). Para criar o documento que desejamos o procedimento é o habitual: criar, utilizar as ferramentas e guardar. No final o documento deve ser partilhado com a rede global (o mais correto) e/ou com o espaço mais privado da turma.

Nada melhor que testar esta plataforma para ter uma melhor noção das suas potencialidades. Podes inscrever-te em alguns cursos que existem na Goconqr e terás uma perspetiva diferente.

Curso – Apresentação Gonqr

A versão Premium tem a vantagem de disponibilizar muito mais espaço do que a versão Free (50 Mb). O valor da versão paga é de 2,5€ por mês, pago anualmente.

Vale a pena experimentar!!!

Conjunto de Slides criado por GoConqr suporte . com GoConqr

Créditos da imagem de destaque:

Music photo created by creativeart – www.freepik.com

Tags : ferramentasLiteracia DigitalSala de aula digitalTelemóvel

Leave a Response