close
CriarLiteracia DigitalPartilhar

Retirar o som de um vídeo em 4 passos

No 6º episódio da Websérie “Como Fazer?” trago uma dúvida que me foi colocada por uma colega de trabalho.

Se temos a gravação de um vídeo (que até pode ser uma aula) e queremos apenas partilhar o som desse vídeo por email ou pelo whatsapp, como devemos proceder?

São várias as formas de realizar este procedimento, umas que exigem alguns conhecimentos ao nível de software de edição de vídeo, e outras que são muito simples e podem ser realizados por qualquer utilizador.

Neste vídeo explico quais são os 4 passos para a esta conversão.

O processo de conversão em 4 Passos

O exemplo do vídeo refere-se a uma aplicação de código aberto/open source (gratuita) – VLC player, de entre muitas que estão disponíveis. Para além da ausência de custos, escolhi a aplicação por me parecer simples intuitiva e rápida neste processo.

O VLC Player é uma excelente aplicação para visualizar vídeos, porque conseguer incluir a grande maioria dos Codecs que permitem a abertura da quase totaldiade dos formatos de áudio e de vídeo.

Fazer o download e instalação do VLC

Depois de instalada a aplicação, podemos realizar esta conversão em 4 passos:

Passo 1 – Escolher o ficheiro de Vídeo

Para além de outras opções, a escolha do ficheiro poderá ser feita a partir do computador ou a partir de um endereço URL.

Aceder ao Menu Ficheiro Opção Converter/Guardar.

Adicionar ficheiro a partir do Computador.

Procurar o(s) ficheiro(s) de vídeo nas pastas do Computador e carregar.

Avançar na opção Converter:

Passo 2 – Configurar

Podemos usar as configurações pré-definidas (mais simples) ou testar algumas das configurações mais avançadas.

O formato de saída poderá ser configurado em alguns itens, pelo menos deveremos verificar e escolher a melhor qualidade de som na de Codecs de Áudio – opção Taxa de Bits – Pelo menos 256 Kbps.

Passo 3 – Escolher o nome e destino do ficheiro

Para guardar o ficheiro convertido é preciso escolher a localização e o nome que desejamos para o ficheiro. Para tal, podemos remover a extensão do ficheiro original.

Passo 4 – Converter

Para finalizar o processo, deveremos iniciar o processo de conversão que, depois de finalizado, disponibilizará o ficheiro na localização pretendida.

O tempo de conversão depende, naturalmente, do tamanho do vídeo que pretendemos converter.

E os Direitos de Autor?

Neste exemplo refiro-me apenas à conversão dos nossos próprios vídeos, com os quais não se colocam, à partida, os problemas com Direitos de Autor, a menos que existam músicas ou conteúdos no vídeo que não respeitam a legalidade.

Em relação a vídeos de outros autores, poderemos sempre questionar-nos sobre estas questões legais. De qualquer forma, partilhar o áudio não é diferente de partilhar o vídeo.

Se pretendes utilizar outros vídeos (disponíveis no Youtube, Vimeo, ou outras plataformas), e se queres ficar mais tranquilo(a), podes sempre contactar com o autor pelos meios disponíveis (Email, Formulário de contacto ou até através dos comentários), questionando-o sobre a possibilidade de utilização dos conteúdos do vídeo em contexto educativo.

Completamente ilegal é a conversão de vídeos em músicas, claro está!

Fonte: Foto de Skitterphoto no Pexels

Para alguns alunos, o áudio pode ser uma excelente forma de contactar com os conteúdos, com a vantagem de o poder fazer em qualquer local, até a caminhar. É funcional em áreas disciplinares ou temas que não carecem de imagens para ilustrar ou demonstrar procedimentos.

A popularidade dos podcasts está a crescer também no nosso país, pelo que, na Educação, podemos também criar rotinas de utilização com os nossos alunos.

Boas Conversões!

Créditos da Imagem de Destaque

Imagem de Free-Photos por Pixabay

Tags : ÁudioconvertervideVídeo

Leave a Response