close
Adobe SparksColaborarCriarPartilhar

Dicas para criar uma Newsletter para as famílias

Uma pergunta: partilhas informações com as famílias durante o ano letivo?

Esta comunicação está normalmente associada ao/à Diretor(a) de Turma ou ao/à Professor(a) Titular de Turma. Por várias razões, são raros os casos onde um professor tem como opção comunicar de forma frequente com os Pais e EE, de uma forma geral sobre o que vai acontecendo na turma do(s) seu(s) educando(s), nomeadamente as atividades realizadas no âmbito da(s) disciplina(s).

Para quem não conhece o funcionamento habitual das escolas poderá parecer má vontade ou despreocupação dos professores. Não é essa a minha opinião. O mau estado da relação entre Ministério da Educação e professores, associado à acumulação de funções e a burocratização do sistema impede, efetivamente, que os professores consigam ocupar-se e aproximar-se dos seus alunos. Não tenho dúvidas!

Imagem de Gerd Altmann por Pixabay

Portanto, se este trabalho individual é muito difícil de se conseguir, talvez no núcleo de um Conselho de Turma (dividindo tarefas) fosse possível criar algumas rotinas de comunicação sobre o que de bem/bom se faz nas escolas. Muitas vezes essa parte essencial não consegue ter visibilidade na opinião pública, que tem nos Pais e Encarregados de Educação a sua grande maioria.

Para a comunicação da turma com os Pais, as Newsletters podem ser uma ótima solução. Seria muito interessante que se conseguisse criar um documento com informações sobre as atividades realizadas na escola, nomeadamente nas salas de aula, especialmente realçando os melhores aspetos desta realidade.

Essa nota informativa poderia incluir algumas histórias de sala de aula, alguns detalhes sobre os eventos da turma e da escola, dicas de como os pais poderiam ajudar no crescimento académico das crianças e jovens, informações sobre as regras da escola que devem ter continuidade em casa, informações sobre segurança na internet, alimentação saudável, entre muitos outros possíveis exemplos.

Numa perspetiva ecológica, as ferramentas atuais podem facilitar a criação da newsletter de forma colaborativa com os alunos e professores da turma, sem recurso ao papel. Uma sugestão poderá ser a rentabilização da disciplina de TIC para dinamizar e criar o desenho gráfico e alguns conteúdos deste documento a enviar para os pais.

Por serem digitais, estas newsletters conseguem chegar facilmente às famílias, podendo ser vistas diretamente nos telemóveis. Para além disso, podem proporcionar uma experiência mais interativa e dinâmica do que uma folha de papel, através da possibilidade de conjugação de vários elementos multimédia. As ferramentas digitais para a criação também estão cada vez mais intuitivas e simples.

Algumas dicas para a criação de uma newsletter para os pais

1. É importante escolher uma boa ferramenta

Existem diferentes formas de criar newsletters digitais. Pode ser feita com um processador de texto, de forma simples, sem grande preocupação com o design gráfico, ou com uma aplicação que, a partir de modelos, nos permite criar algo com um resultado profissional.

2. Definir objetivos para a Newsletter

Quando decidimos elaborar um documento deste género, é importante definir a periodicidade (semanal, mensal, trimestral…), a estrutura e os conteúdos que serão enviados por este meio. Esta planificação ajuda a poupar tempo e esforço na hora da criação. Vale a pena sintetizar o que se pretende com cada documento criado: Queres mostrar uma galeria de fotos com trabalhos dos alunos? Ou enviar um conjunto de links para os pais? Formato digital e/ou analógico? Os alunos terão responsabilidades? Que tipo de artigos? Como interagir com os pais? Pedir sugestões? Entre muitos outros.

3. Capturar informações de forma continuada

Esta é uma rotina que teremos de assimilar para que o trabalho seja mais completo e não nos cause surpresas. E quando se fala em evidências, as tecnologias permitem capturá-las facilmente. Depois de definido plano, o professor e/ou os alunos poderão assumir a responsabilidade de documentar (smartphone/iphone – fotos ou vídeos) cada evento, especialmente os que foram selecionados para a Newsletter. Se este trabalho for feito gradualmente, com organização, tudo fica mais simples. E os alunos podem (e devem) ter um papel importante.

4. Convidar os alunos a fazerem parte deste processo

A colaboração dos alunos na captura dos eventos, na partilha de uma história ou algum artigo para a newsletter pode ser uma grande ajuda. Isto não só facilita o trabalho de elaboração do documento, como também responsabiliza os alunos e dá visibilidade do seu trabalho junto da família. Havendo fotografias dos alunos deves solicitar sempre a autorização dos Encarregados de Educação para este fim.

Criar a Newsletter com que ferramenta?

As opções são muitas. Na escolha devemos optar pela ferramenta que nos simplifique a vida, permita criar um documento visualmente atrativo, mas, especialmente, que disponibilize a possibilidade de construção colaborativa.

Em qualquer uns dos casos, especialmente nos modelos já preparados, importa referir que poderás adicionar as tuas próprias fotografias, objetos e textos.

Dito isto, trago hoje quatro possibilidades/sugestões:

Microsoft Word

O processador de texto da Microsoft é, talvez, uma das ferramentas mais utilizadas pelos professores. Por isso, aproveitá-la para este fim pode ser uma oportunidade. De qualquer forma, podem surgir os seguintes obstáculos: “Eu não sei como criar uma Newsletter” ou “não tenho muito jeito para criar documentos com design bonito”. Não é o fim do mundo, o Word disponibiliza alguns modelos quase prontos para utilizar livremente.

Ao criar um novo documento podes escolher a opção NOVO

E pesquisar, por exemplo por Newsletter ou Boletim.

Estes modelos também estão disponíveis online, no site da Microsoft:

https://templates.office.com/en-us/newsletters

A partir da aplicação gratuita do Office365 o documento pode ser partilhado com os alunos ou com outros professores. Assim poderão criar a Newsletter de forma colaborativa.

O documento pode ser disponibilizado através de um link a partir do One Drive ou Google Drive, enviado em formato pdf ou, eventualmente, numa versão impressa.

Canva

A aplicação Canva funciona como um “canivete suíço” para os professores. Os modelos de Newsletter ou boletins para a educação são inúmeros, o difícil será escolher.

A aplicação Canva permite utilizar gratuitamente todas as templates. Com custo existem alguns conteúdos (imagens, objetos, etc…) mas que não são de utilização obrigatória.

Os documentos do Canva são partilháveis com outros utilizadores, sendo possível criar equipas de trabalho através de convite.

A partilha com os pais pode ser feita diretamente no Canva através de um link ou ser feito o download em formato pdf ou numa versão impressa.

Uma excelente opção.

Adobe Spark Page/Microsoft Sway

Um formato diferente, mas igualmente interessante, para a criação de uma Newsletter na escola (disciplina, turma ou escola). Estas aplicações gratuitas permitem que os professores criem uma página web diretamente no browser. É uma excelente ferramenta de design e de fácil utilização.

Para além das imagens e textos, estas aplicações permitem a incorporação de vídeos do YouTube e links para outras páginas para que possam partilhar histórias escolares e recursos online com os pais. Depois de finalizada a Newsletter, é disponibilizado um link que pode ser partilhado com as famílias.

https://sway.office.com/
https://spark.adobe.com/

Um blogue – WordPress

A utilização de blogues para trabalhos com as turmas é muito comum nas escolas. E continua a ser uma ferramenta poderosa para partilhar com os pais as novidades e atividades da turma. Apesar de ter uma utilização relativamente simples, principalmente nas versões mais recentes, exige alguns procedimentos para a criação gratuita e respetiva configuração inicial. Pode ser configurado com uma template adaptada à Educação, em especial ao formato de Boletim Informativo e atualizado por vários utilizadores/editores. O endereço do blogue é a forma de partilha das notícias/posts publicados. Por ser totalmente online, possibilita a inclusão de inúmeros elementos multimédia e aplicações interativas.

fonte: https://pplware.sapo.pt/

Finalmente, faz um plano para partilhar

Depois de criar a Newsletter , é importante ter a certeza de que chega às “mãos” das famílias.

Podem ser várias as opções de envio. De uma forma mais privada, podes enviar por email para os Pais e Encarregados de Educação. Se já utilizas uma plataforma (Google Classroom, Moodle, Edmodo, ClassDojo, etc…) onde os Pais também já estão inscritos, bastará adicionar a ligação ou o ficheiro da Newsletter. Se utilizas as redes sociais ou Whatsapp para ter um grupo de comunicação com os pais podes usar este meio para realizar o envio.

Outro opção de partilha é associar o link da newsletter a um código QR. Pode imprimir o código em papel e anexá-lo na caderneta do aluno (os mais novos) ou diretamente aos alunos mais velhos que irão entregar aos pais. As famílias podem digitalizar o código QR com o smartphone/tablet para aceder à newsletter online.

Por último, e em último caso, a impressão da Newsletter é também uma forma de fazer chegar as informações às famílias.

Fica a sugestão.

Fonte dos ícones utilizados: https://www.iconfinder.com/

Créditos da imagem de destaque

Imagem de Mediamodifier por Pixabay

Tags : Boletim informativoFamíliaNewsletter

Leave a Response