close
CriarGoogle ToolsPartilhar

15 Ideias para utilizar Códigos QR em sala da aula.

No seguimento de um artigo anterior, alguns colegas mostraram interesse na ideia de ligar códigos QR a formulários Google e pediram-me mais sugestões de aplicabilidade desta tecnologia.

Os códigos QR apresentam uma enorme facilidade de interatividade de conteúdos. É importante entender que uma simples leitura de um código pode transportar-nos de imediato para algum tipo de conteúdo (página, vídeo, texto, apresentação, etc…). Muito simples e, sem dúvida, uma forma simples de tentar ter uma sala de aula mais ativa e interativa.

Fonte: www.piqsels.com – License to use Creative Commons Zero – CC0

De forma a contextualizar, é muito provável que já tenhas visto ou usado códigos QR. Estes códigos, muito usados pelas empresas como ferramenta de marketing, funcionam como atalhos para algo, através da leitura da digitalização de um código a partir de um smartphone/iphone ou tablet/ipad.

Apesar de estes códigos terem esse espaço no mundo dos negócios, a sua presença na educação pode ser uma mais valia. Pode ser uma forma de envolver alunos com mais dificuldades, realizar diferenciação pedagógica, atividades complementares e autónomas e adicionar tecnologia à sala de aula. Para além desta ligação ser muito simples de criar, os geradores de códigos QR são gratuitos.

Para concretizar o pedido desses colegas, partilho convosco potenciais ideias para utilizar os códigos QR na escola. Para além de ser uma partilha aqui no blogue e nas redes sociais, vai ser também uma base para experimentações. Há aqui algumas ideias que nunca testei, resultam da tarefa de investigação, mas que, por serem tão interessantes, irei utilizar ou ajudar colegas a experimentar.

Eis a lista de sugestões:

1 – Partilha de Recursos com os alunos

Esta é uma forma simples para partilhar um ficheiro ou uma pasta (armazenados na nuvem) com materiais de interesse com os alunos (ou colegas de trabalho).

Por exemplo, se pretendes partilhar um conjunto de materiais selecionados e importantes para consolidar/aprofundar conhecimentos num determinado assunto, então, deves criar e partilhar Documentos de Texto ou Apresentações (Google, Microsoft ou outra) com toda a informação. Obtém o link de partilha deste(s) documento(s) e cria o(s) código(s) QR. Pode ser um código para cada documento, ou um código para a pasta que aloja esses documentos.

2 – Partilha de Recursos com os Pais e EE

Se és diretor de turma, professor titular de turma, ou apenas professor numa turma, então a partilha de recursos com os Pais e EE pode ser simplificado com um código QR enviado através da caderneta do aluno, no dossier/caderno ou partilhado numa reunião.

Pode ser um guião com informações para os pais, uma apresentação com informações de interesse, lista de materiais necessários, um vídeo para que os pais vejam com os filhos, convite para alguma ação, etc… A imaginação não tem limites nesta área!

3 – Espaço online com Exposição de trabalhos de alunos

Num blogue, website, SparkPage ou num vídeo poderás partilhar os trabalhos realizados pelos alunos das tuas turmas. Depois podes ligar este espaço a um código QR e partilhar com todos os alunos, com os professores da turma e até com os Pais e Familiares. Este espaço pode até contemplar uma hetero-avaliação desses trabalhos.

Esta é uma ótima estratégia para partilhar criações digitais e para dar visibilidade pública aos trabalhos dos alunos.

4 – Partilhar um Código QR com ligação a um formulário Google

Em jeito de repetição, não me parecia bem não colocar esta sugestão na lista! Podem ler este artigo com mais detalhes – Formulários Google e Códigos QR.

5 – Criar uma Caça ao Tesouro

Uma das formas para criar uma caça ao tesouro com códigos QR é na mistura dos códigos com um formulário de recolha de respostas. Na sala, num pavilhão, em toda a escola ou na localidade onde vivem os alunos, podes espalhar as pistas através de códigos QR associados a perguntas do formulário. No final, poderás partilhar a lista com os resultados num Código QR com os alunos. Com criatividade poderás criar um jogo de aprendizagem, uma aula diferente, com trabalho de equipas.

6 – Oferecer atividades extra para os alunos mais rápidos

Existem na Internet imensas plataformas para criar jogos educativos online (ver artigo Educaplay – Criar Jogos Educativos De Uma Forma Fácil, um exemplo). Podemos criar um jogo de revisão de assuntos/matérias, aprofundamento de conteúdos, memória, palavras cruzadas, etc, que podem ser utilizados pelos alunos que terminam as tarefas previstas mais rapidametne. Para tal, devemos ter a nossa lista de jogos preparada (num documento google, por exemplo).

Estes jogos também podem ser analógicos, com ligação ao digital através dos códigos. Criando um conjunto de cartões com as perguntas ou as pistas na frente, a resposta poderá estar num código QR que o aluno irá comparar com as respostas dadas. Pensa de forma criativa, e explora estas ferramentas.

Uma simples mensagem motivadora pode criar efeitos inimagináveis.

7 – Simplificar projetos de investigação

Que tal disponibilizar o guião de investigação através de um código QR? Nesse guião (que deveria ser obrigatório) deves colocar todas as instruções, regras, prazos e uma seleção de recursos de qualidade que ajudem os alunos na pesquisa. O documento pode ter ligações diretas para os recursos.

8 – Adicione energia a um glossário

Em vez do habitual glossário simples, pode criar-se um glossário em vídeo/áudio num mural da turma (Paddlet ou outro) onde se podem colocar os vídeos/sons com a definição da palavra. Esse mural poderá posteriormente ser partilhado com a turma num código QR, na sala de aula, por exemplo.  (este trabalho de áudio ou vídeo poderá ser autónomo ou apoiado pelo professor, dependendo das faixas etárias). Pode até ser um trabalho partilhado com a disciplina de TIC.

Para além do objetivo de aumentar o vocabulário sobre um tema, pode também ajudar os alunos na prática da oralidade.

9 – Booktrailers, depoimentos ou informações adicionais sobre um livro

Este exemplo poderá melhorar os recursos da Biblioteca da escola, integrando recursos digitais aos livros.

Os alunos podem realizar booktrailers sobre um livro (associado à leitura obrigatória ou leitura autónoma) ou gravar um depoimento onde façam um resumo do livro (sem Spoiler). Estes vídeos, alojados online, podem ser ligados a códigos QR que, depois de imprimidos, poderão ser colados no livro da Biblioteca. Os alunos que o requisitem (por vezes com orientação dos professores) poderão visualizar esta informação no seu smartphone. Claro que também poderá ser associada uma ficha de leitura ou informação extra que enriqueça ou ajude a compreender melhor o conteúdo do livro (apoio para os pais, indicações para os alunos, visita virtual, biografia do autor, jogo, etc…).

Este é outro dos exemplos que vou testar certamente, depois dar-vos-ei feedback.

10 – Divulgar eventos ou projetos escolares

Se na tua escola existem projetos que precisam de ser divulgados para chegar a mais pessoas (Clínica de Educação Sexual, Palestra com um profissional, Encontro com um escritor, Clube de Robótica, Jornal da Escola, …) então o código QR pode ser uma boa forma de anunciar e/ou promover esse evento/projeto, especialmente se for feito de forma criativa. .

11 – Inscrições em provas/concursos na escola

Por vezes a inscrição numa prova, evento ou concurso é um processo burocrático e que envolve a necessidade de utilizar papel. Um código QR num local frequentado ou fornecido pelos professores simplifica este processo através de formulários que podem ser preechidos no telemóvel.

12 – Disponibilizar links para o site da escola ou jornal online

Se o site ou o jornal online da escola/agrupamento não é muito frequentado pelos alunos (que muitas vezes nem sabem o endereço), então poderão ser feitas campanhas de marketing estratégico que combinem as técnicas publicitárias com os códigos QR. Arrisca!

13 – Vídeo / Recurso do Dia

Seja na Biblioteca, num Clube/Oficina ou mesmo numa disciplina, a utilização em rotina destes conteúdos poderá estimular e envolver os alunos. Especialmente se disponibilizarmos recursos de qualidade (conteúdo e visual), com atualidade e adaptados à faixa etária.

Este recurso pode ser afixado no espaço da Biblioteca, na sala do Clube/Oficina ou na sala de aula, ou numa plataforma online. Pode também ser distribuído por cada aluno. Escolhe e testa cada opção!

14 – Criar um tour virtual pela escola

Um excelente desafio!

Pode criar-se um tour de toda a escola, no qual, de forma interativa, os utilizadores fazem uma visita de reconhecimento dos espaços, ou um tour parcial, espalhando códigos QR em cada espaço com o acesso a cada parte da visita virtuai.

Em associação a esta visita, podem ser disponibilizadas algumas das regras de utilização do espaço, procedimentos, penalizações, entre outros, sempre úteis para quem é novo numa escola (alunos e professores).

Podem ser integrados no tour: fotos, vídeos, documentos, formulários, slideshows, etc…

Uma boa ferramenta para criar estes tours é o Google Tour Creator.

15 – Link para um Mapa

Associar um Mapa (Google ou outro) a um código QR pode ter utilidade em inúmeras situações. De alguma forma, creio que é possível encontrar algum tipo de mapa com interesse em (quase) todas as disciplinas. Este exempo torna possível e simples o transporte deste mapa para o smartphone/iphone do aluno, que o poderá explorar de forma autónoma e interativa.

Fonte: www.piqsels.com – License to use Creative Commons Zero – CC0

Agora, com base nesta lista, podemos tentar utilizar alguma(s) destas ideias, avaliar o resultado e melhorar numa segunda aplicação.

Se tens outras ideias para a utilização dos códigos QR, então partilha aqui ou em qualquer espaço Educatech.

Imagem de Wilfried Pohnke por Pixabay

Bom trabalho!

Créditos da imagem de destaque

Photo by Anastasiya Gepp from Pexels

Tags : ExemplosQR CodeSala de aula

Leave a Response